Assim como a nossa pele, as unhas necessitam de cuidados específicos em cada fase da vida. Pensando nisso, reunimos aqui os principais cuidados que devem ser levados em consideração para que você passe dos 50 anos com as unhas fortes e bonitas.

 

Hidratar e controlar a vontade de roer as unhas

Essas são as duas principais atitudes que uma pessoa na casa dos 20 anos deve ter. Porque é exatamente nessa fase da vida que as grandes decisões acontecem, como a escolha de que faculdade cursar, se vai ou não estudar fora, e para alguns tem muito a ver com relacionamentos, como a escolha do namorado. Tudo isso interfere diretamente nas unhas, já que tendemos a ficar mais ansiosas e levar a pontinha dos dedos direto para os dentes, roendo-as. Claro que não é todo mundo que tem esse hábito, mas para quem já tem, essa provavelmente será a fase de maior desgaste. A hidratação entra como cuidado principal, já que assim como a pele, nessa fase não é preciso grandes rituais de beleza para manter as unhas bonitas. Deixar as cutículas bem hidratadas e as mãos macias já é suficiente.

 

É hora de fortalecer

Não é raro que pessoas de 30 anos ou um pouco mais percebam as unhas um pouco mais ressecadas e com facilidade para lascar. Isso acontece porque é nessa faixa de idade que elas começam a ter maior dificuldade para manter a umidade em seu interior. Por isso, além do cuidado com a hidratação, é recomendado investir em produtos fortalecedores e aplicar toda vez que for fazer as unhas, por exemplo.

 

Cuidado redobrado com o ressecamento

Se aos 30 anos há uma tendência para notar as unhas mais fracas e quebradiças, é aos 40 anos que o ressecamento fica mais acentuado. A dica então é apostar em hidratantes mais poderosos, como os que contém vaselina na formulação. Nessa fase, o ideal é fazer a hidratação da ponta dos dedos uma vez ao dia, massageando cada unha até a completa absorção do produto. Cosméticos específicos para o crescimento das unhas também são bem-vindos caso você goste de ter garras compridas. É que nessa idade também nota-se um crescimento mais lento.

 

Gostou das dicas? Comente aqui embaixo!